Entrevista com Luciano Staling, socio do Tempario, aplicativo de orçamentação de serviço para oficinas mecânicas. 

Hoje todos estão correndo de frota, pois paga pouco e muitas vezes dá muita dor de cabeça, e a pergunta que não quer calar é:

COMO GANHAR DINHEIRO COM FROTA???

A frota parte de 2 vertentes:

  1. Licitação – órgão publico 
  2. Grandes empresas – como locadora de carro 

Muitos donos de oficina não acham vantajoso atender frota, pelo valor da hora pago, mas é ai que vem o grande segredo,

Se você sabe o valor do seu homem/hora, dá pra negociar um valor que paga a hora do seu serviço. 

E para melhorar o faturamento, é preciso volume, quanto mais carros, maior o faturamento, assim será suprido o homem/hora e ainda ter lucro.

No caso da licitação um dos problemas é que quando a oficina quer ganhar a licitação, ela coloca o valor do homem/hora muito baixo, “lá no chão”, valores que não dá condições de pagar as despesas e custos do negócio. 

Exemplo: Licitação com valor homem/hora R$ 15,00 e um serviço de troca de vela, que normalmente leva média de 30 minutos para realizar o serviço, o valor pago será de R$7,50 tornando impossível manter uma empresa assim. 

É preciso ficar atento ao valor negociado com as frotas ou numa licitação

Negociado um valor de hora interessante para a empresa, é só utilizar as ferramentas de tempo que tem no mercado que tranquilamente vai ganhar dinheiro, além da peça e tudo que gera no volume do serviço prestado a frota.

Precisa tomar muito cuidado para se manter a ética no negócio, atendendo frota, vejo muito acontecer em oficinas é o superfaturamento das horas para realização do serviço.

Usando o mesmo exemplo da troca de vela, que leva 30 minutos para troca, cobra-se 2 horas para realização do serviço. 

No caso de licitação, se o órgão púbico descobre essa situação, a oficina pode perder a licitação.

Ideal é entrar num valor de hora condizente com os custos e despesas da empresa, valor que te faz ganhar dinheiro (ter um bom faturamento) e sustentar seu negócio. 

Hoje muitas prefeituras e órgãos públicos exigem que a oficina utilize o software de orçamentação, como Tempario, isso ajuda esses órgãos a fiscalizar as oficinas. 

O que é muito observado nas oficinas que atende frota é o padrão de organização.

Ter um software de referência, saber lidar com o cliente (responsável pela comunicação com o responsável por frota), organizar no orçamento negociado e enviado a locadora sempre que solicitado, normalmente são clientes mais detalhistas e exigentes na negociação da orçamentação. 

OBS: Muitos frotistas mandam peças, o que mais uma vez reforça a necessidade de cobrar corretamente a hora/homem (hora trabalhada na oficina).